Ministério de Administração

Como um mordomo diligente, o Ministério de Administração é essencial para gerenciar bem os recursos que Deus dá à nossa igreja e especialmente importante para uma igreja contextualizada na sociedade em que vivemos.
Dos principais atributos associados ao Ministério de Administração, podemos destacar:

Administrar as Finanças. Nossa igreja, mesmo sendo uma instituição sem fins lucrativos, precisa adequar os gastos necessários com base na entrada dos recursos monetários. Dar o melhor suporte aos trabalhos e serviços realizados pela igreja para a comunicade, membros e serviço social.
Administrar a Contabilidade. A igreja não é uma empresa, mas a legislação atual determina que a mesma controle todos os seus fluxo financeiro através de uma contabilidade idônea e transparente. Para isso faz-se necessário o apoio de um escritório de Contabilidade que é orientado pelo Ministério de Administração.
Administrar Pessoas. A igreja necessita de administração de pessoas, quando tem em seu quadro funcionários contratados por CLT dedicados às necessidades operacionais da igreja, como limpeza, manutenção e zeladoria, por exemplo.
Administrar Questões Legais. A igreja também tem a responsabilidade de atender às questões legais às quais está sujeita na legislação brasileira. Este é mais uma questão importante gerida por este Ministério.
Administrar com Transparência. Com toda idoneidade exigida a uma igreja conduzida pelo Espírito Santo de Deus, é primordial o Ministério de Administração atuar com total transparência diante dos membros e da sociedade, dando o bom testemunho da atuação de Nosso Senhor Jesus Cristo na vida da igreja. Para isso, este Ministério também é responsável por criar processos transparentes de atuação e aberto para consulta dos membros e sociedade.

Ministro: Marcos Torres de Paula